Português


Páscoa

O ciclo infinito da celebração divina

A temporada de Páscoa está de acordo com o festival judaico da Páscoa. E o festival é baseado no calendário lunar. Todos os festivais ditos “pagãos” originaram todas as festas religiosas. O mesmo aconteceu com o festival judaico de que estamos a falar. O método do calendário lunar permite-nos calcular a data do domingo de Páscoa perto da primeira lua cheia após o equinócio da primavera. O valor e significado sagrado e antigo é a honra e renovação da vida, depois de um inverno duro. E o tema de Jesus traz-nos o mesmo ensino – morte e ressurreição da vida.

O que observamos é a mistura das tradições muito antigas com as práticas religiosas. E todos eles nos levam para o interior e a jornada exterior da vida, o acima e o terreno, o humano e o deus, o micro e a macro, a realidade comum e a procura divina. É por isso que os ovos e o coelho chegam à nossa celebração eterna da Páscoa – simbolizam a fertilidade eterna da vida e a sua constante renovação. Chamam a nossa atenção para o ciclo interminável e para a proliferação contínua da energia divina.

É esse o significado dos ovos, mesmo numa análise de sonho – simbolizam a enorme fertilidade concentrada num universo redondo a que chamamos ovo. Quem sonha com ovos está sonhando com o potencial que tem dentro, o que significa que temos todas as condições para manifestar grandes coisas na vida. Esta mensagem é sobre os significados sagrados. Trazemos ao que observamos todas as mensagens que trouxemos connosco quando viemos para cá e esquecemos quem éramos. Os nossos bens e objetos são sagrados na essência como nós também. E dando-lhes o conteúdo do símbolo sagrado, estamos a honrar a vida neste planeta, pois nós e tudo o que está aqui são de facto tão sagrados como a sacralidade a que rezamos quando olhamos para cima e conversamos com os Deuses.


Honrar da maneira certa as nossas tradições e celebrando-as, é honrar a nossa origem e a nossa essência divina. Desejo a todos uma primavera cheia de prosperidade. Que todos encontremos o nosso ovo santo e o honremos, pois estamos, de facto, a honrar-nos a nós próprios.


Equinócio da Primavera

Novos começos. Em março, preparamo-nos, conectamo-nos e avançamos! Começa uma nova temporada, começa um novo ano astrológico. Encontro três palavras para descrever este equinócio de PRIMAVERA: RENASCIMENTO, PODER, EVOLUÇÃO. No entanto, devo dizer-vos que a estabilidade não será alcançada nesta temporada devido à enorme quantidade de energias que estão a ser transformadas, transmutadas na Terra. Provavelmente, o trabalho que temos vindo a fazer nos últimos anos é demonstrado de tal forma que a estabilidade ainda não tem lugar. Por isso, se sentes que estás a ser muito solicitado do universo, lembra-te: fizeste isso! Foste capaz de trazer esses desafios para ti mesmo. O mesmo acontecerá com os que vivem no hemisfério sul, embora isso seja expresso a um nível subconsciente que possa ser estranho e exigente, mas que faz parte de um crescimento e expansão interiores.
Para o hemisfério norte entramos na primavera e o hemisfério sul vai experimentar um novo outono. Seja como for, esta é uma nova fase que refletirá o trabalho que temos feito durante o último ano.
Para os seres do hemisfério sul, isto é tudo sobre iniciar uma jornada dentro de ti e usar a energia Áries e a alma guerreira do fogo para desdobrar as camadas interiores para que a essência que está pronta para vir à superfície possa ser devidamente olhada e transformada em novas sementes. Então, precisas de muita coragem! Precisas da energia certa para fazer isso. O que desejas é o que deves perguntar a ti mesmo durante esta fase. Com que medo podes lidar para te preparares, para perceberes a jornada da tua alma. Ir dentro de ti é encontrar o novo ser que és. Os teus novos EU estão constantemente a nascer devido ao teu processo de ascensão, crescimento e cura. Por isso, encontra-te com o teu novo EU neste momento para preparar a realidade que vai refletir tu próprio no futuro.
Os seres do hemisfério norte estão prontos agora para ver as flores do que plantaram durante as duas últimas estações. A primavera realça o que trabalhou silenciosamente e carinhosamente. Nada melhor do que energia de Aries para começar a manifestação dos seus sonhos. o feroz, enérgico Áries! O PRINCIPIANTE. O que é que quer? Teve tempo de descobrir! tinhas gasto a tua energia a encontrar ideias e planos de sementeira. Os teus objetivos estão prontos para serem vistos. O teu futuro está à mão. Mas… tens ainda tem muito trabalho pela frente, as plantas devem estar cuidadas e algumas devem ser plantadas em outro lugar para que possam crescer. Procurar ervas parasitas e tirá-las do seu jardim é indispensável para que não desperdice energia em coisas que podem matar as tuas colheitas. A estação mais difícil é a primavera! mas deve ser visto como um trabalho agradável, não algo que gostarias de não fazer.
Agora estás a pensar… O que isso tem a ver com espiritualidade? Bem… espiritualidade não é nada mais do que seres a melhor versão de si! No momento em que separas a espiritualidade do teu dia-a-dia, percebes tudo mal.
Os portais celestes estão a trabalhar diretamente com a energia da Terra e o que vieste aqui fazer não é nada mais do que ser capaz de ligar a tua nave biológica ao teu eu superior, usando um “corpo” consciente para o fazer.
Frequências mais altas estarão à nossa disposição cada vez mais, à medida que fazemos o nosso trabalho interno sem parar. A recetividade a essas frequências mais altas depende do reconhecimento do que está dentro e à nossa volta. A eterna alquimia do poder da Terra, a magia etérica das constantes energias crescentes, o nosso campo pessoal… esta é a TRIADE PARA ascensão e felicidade.


Lua celta “Alder”

As Divisões Lunares Celtas também são chamadas de Meses da Árvore Céltica. De 18 de março a 14 de abril é hora da Lua celta. Por volta do Equinoxe da primavera (Ostara), a natureza já está a mostrar a sua força, fluindo poderosamente e pronta para partilhar toda a energia connosco.

Esta fase é um lembrete de que o paraíso e a terra são um só. Esta é uma ligação para nós usufruirmos. Uma chamada à espiritualidade. A natureza pergunta-nos: “O que queres fazer a partir de agora? Quais são os teus desejos? Tens um plano? Esqueceste-te dos teus projetos, ou estás cheio de energia para a primavera e o verão? Vem, senta-te perto e vamos tomar algumas decisões!

Então, talvez seja hora de te conectares mais profundamente com a tua intuição, enraíza-te com a natureza, chama os teus guias, amar-te ainda mais, contempla tudo e todos incondicionalmente e prepara-te para a vida!

Lembra-te do teu poder, lembra-te das tuas capacidades. Este costumava ser um momento para chamar espíritos da natureza como fadas e também espíritos do elemento AR. Em tempos ancestrais era costume ligar-se fortemente à sua maior intuição com o objetivo da tomada de decisões que contribuíssem para o maior bem deles e dos que faziam parte da sua vida.

Desejo-te grandes momentos vividos em harmonia com a natureza e contigo mesmo. Prepara-te para altas vibrações energizando-te nesta época do ano. Conecta-te com a alegria, conecta-te com o amor.


“O amor que procuras por todo o lado já está presente dentro de si. Pode ser evocado por qualquer número de pessoas ou eventos. Uma montanha pode evocar este amor. Um pôr-do-sol pode evocar este amor. Mas, finalmente, tens de perceber Tu és este amor. A fonte de todo o amor está dentro de ti.” Gangaji


Brilha!

Deixa que o teu amor próprio inunde de luz os outros

O que pode ser melhor do que nos apresentarmos aos outros por estarmos imensamente apaixonados por nós mesmos, conhecermos e confiarmos em nós mesmos, planearmos, sonharmos, desejarmos e sentirmos tudo à nossa volta de uma forma profundamente clara e amorosa?

Nunca estamos sós, mesmo quando estamos fisicamente sós, todo o universo está dentro e as infinitas possibilidades também, todos os imensos espaços, tempos, mundos e reinos estão dentro de nós, as energias que nos rodeiam são absolutamente imensas, por isso… por que se sentir sozinho? e por que pensar estar sozinho é uma perda de tempo? se essa é a maneira de aceder a tudo, nunca poderá ser um desperdício da sua energia, pelo contrário… estar consigo mesmo é tudo! quando se encontra com outros depois de se conectar profundamente consigo mesmo, eles vêem-no!!! Eles sabem o quão grandioso és, como estás bonita/o e como podes ser amorosamente para eles.

Nunca se pode brilhar se construir um muro entre nós! conhecer a si mesmo e amar tudo isso! Tudo começa com o eu, tudo o que vê à sua volta é um reflexo do que e de quem é, por isso conhecer-se melhor e atualizar constantemente essa ligação assegura-lhe uma realidade que está a ressoar com o que sonha! Continua a conectar, a amar, acreditar e brilhar!


Trabalhadores da Luz

Ninguém pode fazer as coisas por nós mesmos. A espiritualidade não é dada, é inata. E o processo de iluminação é alcançado, trabalhado, melhorado, amado. É um modo de vida. Uma vez que escolhemos este caminho, escolhemos caminhar um destino superior ligado à fonte divina. E à medida que passamos por isso, começamos a desvendar o nosso verdadeiro eu, lembrando-nos e aperfeiçoando-nos a cada momento.

Mas não é mais importante do que qualquer outro caminho! Quando digo “superior” é só uma questão de vibração, não um estatuto. Não há caminho espiritual sem humildade. E quando falo em humildade é, realmente, verdadeira, crua humildade.

Quem acha que isto é fixe, não faz ideia da dureza, da dificuldade deste caminho. Alguns de nós até têm momentos terríveis! Pode ser divertido, amoroso, incrível e bonito. Mas como está tudo relacionado com o crescimento da nossa alma nós, como seres humanos, temos de lidar com todo o tipo de experiências estranhas. Algumas experiências nem sequer partilhamos com qualquer ser vivo porque sabemos que ninguém entenderia, ou aceitaria. Aquelas coisas que lidamos cá dentro, resolvemo-las sozinhos, carregamos com todas as consequências e às vezes levamos anos para resolver tudo e curar. E embora preferíssemos não passar por essas coisas, sabemos que o conhecimento e o crescimento que recebemos de toda a dor, nos tornaram mais ricos e abençoados.

Desdobramo-nos todos os dias, todos os dias. E ao fazê-lo revelamos a nossa beleza interior e deixamos o mundo vê-la porque queremos inspirar os outros a entender que, eles próprios, são velas que iluminam caminhos para encontrar as suas verdades divinas.

E assim prosseguimos, escolhendo em todos os momentos ser a nossa melhor versão, cheia de falhas, na verdade, mas nós conectamo-nos com o todo porque sabemos que fazemos parte de tudo o que existe. O coração da fonte divina aproxima-se e nós também nos aproximamos de nós mesmos, dos outros, de tudo, de pássaros e flores, rios e mares. Os sons tornam-se música e a música torna-se o céu.

Os outros são espelhos e sentimo-nos felizes cada vez que alguém sobe a escada da sua própria jornada. Se preferimos ficar sozinhos não é porque realmente pensamos que os outros são idiotas ou estúpidos, é porque, profundamente, sentimos a dor de cada mulher e de todos os homens. Nós os entendemos, por que escolheram não ver ou não sentir, sabemos quando sentem muito… Por que alguns são violentos, por que julgam, por que viram as costas a situações… sentimo-nos abençoados por olhar como amam as crianças, quando ajudam os outros, a forma como trabalham tanto na vida. São espelhos, não competições. Adoramos cada um porque não são diferentes de nós mesmos, apenas olhamos as coisas de uma forma diferente.

No final, todos os caminhos levam ao mesmo destino. Todos voltamos à nossa essência divina. Viemos sem memória para experimentar a vida humana, para esgotar a vida com todos os caminhos possíveis, para que a existência pudesse expressar-se uma e outra vez. Tudo está dentro de nós, esperando-nos para lembrar quem e o que somos. Somos todos bonitos vestindo-nos de forma diferente, somos todos um fingindo que não somos.


Lua Cheia em Virgo fevereiro 2021

Esta Lua Cheia em Virgem tem um grande aspeto entre Saturno e Urano. Este facto torna esta Lua Cheia sobre mudanças, fáceis e difíceis. O aspeto bom e incrível desta energia da Lua Cheia é a liberdade. Que libertação desejas relativamente às responsabilidades longas e difíceis que já não te pertencem. Se achas que estás a lidar com esta questão, este é um momento maravilhoso para te libertares desse fardo.
O aspeto entre Saturno e Urano inunda-nos com uma energia específica de independência. O foco de tudo isto é: qual é o limite da nossa independência? De que forma a nossa liberdade entra em conflito com a nossa responsabilidade? É uma energia de polaridade: também fala em concordar versus rebelião, a tradição versus novas ideias, padrões antigos versus novos padrões, caminhos confortáveis versus caminhos desconhecidos, relações pouco saudáveis contra o que queremos para a nossa vida.
À medida que passas por esta fase, podes lidar com desejos desconfortáveis, ou de repente as mudanças vêm sem que consigas lidar bem com isso. Ou as mudanças que estás a tentar fazer já há algum tempo podem não ser tão fáceis como pensavas. Ou mesmo terás de lidar com mudanças vindas de situações externas. O melhor é não agir sem realmente ponderar e, ponderar durante algum tempo, não se apressar e ser inconsequente sobre as coisas.
Observa o que acontece ao teu redor. Olha para dentro de ti, presta atenção às tuas emoções e pensamentos. E vê o que fica na superfície depois desta fase desaparecer. Tens cerca de duas semanas para ser observador e começar a perceber as tuas necessidades para o futuro.
Há mais aspetos astrológicos influenciando esta Lua Cheia. Tudo criando uma verta tensão. É um bom desafio para pensar sobre o que é necessário ser trabalhado dentro de ti mesmo. Além disso, as tensões que podes receber de fontes externas podem ser analisadas para que descubras o que é preciso mudar para trazer um futuro com próspero sem certos conflitos que, recorrentemente, te trazem pressão.
Todos sabemos que os momentos da Lua Cheia nos trazem sempre emoções fortes. E para os outros também. Todas essas emoções e instintos podem ser usados para nos tornar fortes emocional e mentalmente. É sempre uma boa altura para olharmos mais de perto para as nossas relações e vermos o que nos torna fracos, debilitados e infelizes.
Excelentes aspetos trazem-te criatividade, alta intuição, flexibilidade, autoconsciência, auto-controlo e harmonia. Tudo isto vai ajudar-te a lidar com a insegurança, a mudança e as dúvidas. Só precisas de te ligar a estas vibrações altas e para isso, só precisas de o querer, pedir ajuda aos teus próprios guias e manter a calma. Esta Lua cheia é sobre ti mesmo. O que queres criar para a tua vida? O que queres ser?